Blog | Sorrir é pra toda Vida!

Buscar
  • Dra. Ludimila C. Garofolo

Atualizado: 21 de Out de 2019

O bruxismo não tem uma única causa, é por conta disso que seu tratamento é complexo.

Algumas atitudes podem ser colocadas no seu dia a dia para que você tenha uma melhor qualidade de vida.

1) Para quem tem bruxismo diurno, auto percepção é fundamental.

É importante observar em quais momentos do dia está apertando os dentes e desencostá-los assim que perceber.

Vale pedir ajuda para alguém próximo te avisar quando vir que você está apertando os dentes, vale espalhar lembretes em lugares onde você fica mais tempo com alguma frase do tipo " afaste os dentes".

Existem alguns aplicativos que você pode baixar no celular que farão estes lembretes de tempo em tempo.

Só não vale ficar apertando os dentes enlouquecidamente...

2) Tá dormindo bem?

Uma boa noite de sono vai fazer o seu corpo e mente descansarem.

Tenha uma horário de sono regular (hora certa para dormir e acordar), opte por ambientes sem luz e sem barulho.

Dormir com celular nem pensar!!!!

Evite bebidas alcoólicas e estimulantes antes de dormir.

Colocar atividades físicas na sua rotina também ajuda muito a melhorar seu sono.

Mexa-se!!!!

3) Cuide de seus sentimentos e emoções.

Estudos mostram que indivíduos que desenvolvem quadro de depressão, estresse, ansiedade e aqueles que são incapazes de exprimir seus sentimentos como raiva e medo, são mais propensos a ter bruxismo.

Que tal dar uma olhadinha pra dentro?

4) Procure um dentista.

Ele não é o único profissional que trata do Bruxismo, mas tem um papel fundamental no diagnóstico e orientação do tratamento.

Cuide da sua saúde bucal, ela não está separada do resto do corpo.

Até a próxima!

Fontes de consulta:

1) Bruxismo e qualidade de Vida. Revista Odonto Ciência - Fac. Odonto/ PUCRS, v.21, n.52 Abril/ Jun 2006 Pág. 185-190

2) Considerações fisiopatológicas sobre o Bruxismo. Arq. Ciência e Saúde UNIPAR Umuarama, v. 13, n. 3 Setembro/ Dezembro 2009 Pág. 263-266

45 visualizações0 comentário
  • Dra. Ludimila C. Garofolo

Envelhecer não é opcional, mas como vamos enxergar esse processo é uma escolha de cada um.

Há quem veja o envelhecimento com tanto pavor, que fica escravo de procedimentos estéticos. Há quem veja o rosto no espelho, enxergue algumas rugas e resolva fazer alguma coisa em relação a isso, mas sem estresse.


Há quem se olhe no espelho e pense: “Estou velho demais. Me cuidar, para quê?” Se todos vamos envelhecer, por que não aceitar o processo e caminhar da melhor maneira possível?


Gosto mais da palavra aceitação do que resignação.


A primeira me diz de algo dinâmico, onde me coloco como protagonista, fazendo escolhas conscientes que me levam para um lugar onde me sinto bem sendo exatamente quem eu sou.


A segunda fala de uma escolha que não é minha: “Deus quis”, “A vida é assim”. Seja lá em que você acredita, eu duvido que esta força queira que você caminhe às margens, comendo poeira, quando se tem uma estrada inteira só sua pela frente.


Eu acredito na Beleza como força transformadora, ela é um atributo divino. Acredito na Beleza de várias formas, nas várias idades. Não na beleza estereotipada, com rótulos.


Acredito na Beleza que te acompanha com os anos, não naquela que te aprisiona. Essa Beleza que eu acredito é mais profunda. É essa Beleza que eu vejo quando meu paciente me diz sorrindo que eu ajudei a recuperar a sua autoestima. É essa Beleza que eu vejo quando minha paciente me diz que nunca se sentiu tão bonita na vida...no seu aniversário de 100 anos!!!


Essa beleza eu vejo no sorriso largo de outra paciente que ao se olhar no espelho diz: “Agora vou arrumar um namorado!” Ou, naquele” Huumm!” Seguido de um sorriso mais discreto do meu paciente mais sério. Eles não se compararam com alguém, viram sua própria Beleza. É nessa Beleza que eu acredito e espero que você acredite nela também.


Ludimila Candido Garofolo é Cirurgiã Dentista especialista em Prótese Dentária.

Formada em 2003 pela UNESP - São José dos Campos

Especialista em Prótese Dentária pela APCD - Vila Mariana.

Atua na área de Reabilitação Oral e Estética & Odontogeriatria


63 visualizações0 comentário
  • Dra. Ludimila C. Garofolo

Em algum momento da sua vida, você com certeza escutou a seguinte frase: Prevenir é melhor que remediar!


Será que nós entendemos de verdade o que isso quer dizer?

Com uma certa frequência ouço as pessoas me dizerem que morrem de medo de dentista. Por causa deste medo, elas fogem, evitam a todo custo sentar na nossa cadeira e deveria ser exatamente o contrário.


Quanto mais medo de dentista você tem, mais você precisa ir até ele.


Por quê?


De um modo geral, recomendamos uma visita semestral ao dentista. Aqui é importante lembrar que isso não é uma regra, pois algumas pessoas precisam de intervalos menores.


Mas vamos continuar nossa conversa. Seguindo as visitas regularmente, mesmo que apareça algum problema, ele terá menores proporções, você precisará de menos tempo de tratamento e com certeza o custo será menor.


Entretanto, se você ficar um ano, dois anos, três anos ou mais, sem acompanhamento, você acaba procurando atendimento em situações de emergência que envolvem dor ou comprometimento estético.


Então, com ou sem medo, você se vê obrigado a procurar um dentista e possivelmente vai precisar de um tratamento mais longo com custos maiores. Afinal, você assumiu o risco por ter sumido tanto tempo assim.


Vale a pena?


Eu sinceramente acho que não.


Pense com carinho sobre sua saúde bucal, ela não está separada da saúde do resto do corpo! Você só tem a ganhar com isso!


Nosso maior compromisso é cuidar de você!


Apesar daquele “motorzinho”, a gente é legal!!!


Ludimila Candido Garofolo é Cirurgiã Dentista especialista em Prótese Dentária.

Formada em 2003 pela UNESP - São José dos Campos

Especialista em Prótese Dentária pela APCD - Vila Mariana.

Atua na área de Reabilitação Oral e Estética & Odontogeriatria


17 visualizações0 comentário